PENSAR GEOGRAFIA, Vol. 1, No 1 (2017)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

OS CONDOMÍNIOS FECHADOS E A PRODUÇÃO DO ESPAÇO URBANO EM MOSSORÓ: SEGREGAÇÃO E ACUMULAÇÃO DO CAPITAL IMOBILIÁRIO

Mikaelly Oliveira Souza, Otoniel Fernandes da Silva Júnior

Resumo


Os condomínios horizontais fechados ganharam extensas porções das cidades brasileiras sobretudo as metropolitanas atreladas a lógica de acumulação do capital imobiliário. A expansão dessa modalidade de habitação rompeu os limites metropolitanos e atualmente encontra-se nas paisagens urbanas das cidades médias. Neste artigo procura-se analisar o contexto do surgimento dos condomínios horizontais fechados a partir da reestruturação urbana de Mossoró/RN. Trata-se de uma cidade média que, dentre outras modificações, vivencia uma nova dinâmica do capital imobiliário, trazendo transformações no contexto urbano e trás novos padrões de consumo imobiliário, tanto na questão da moradia, como no comércio e consumo. Para tanto, realizamos uma pesquisa bibliográfica e de campo. Verificamos que os condomínios horizontais fechados são construídos em localizações que já se encontram em processo de especulação imobiliária e os mesmos são direcionados a uma parcela privilegiada da população.

Texto Completo: PDF

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0.