REGIME DE COLABORAÇÃO E EDUCAÇÃO NO CEARÁ: o PAIC no fomento a uma nova cultura de gestão municipal

Anderson Gonçalves Costa, Jeannette Filomeno Pouchain Ramos

Resumo


O regime de colaboração é um princípio instituído na Constituição Federal de 1988. Entretanto, não há regulamentação específica que o normatize nas redes de ensino do país. Neste artigo, investiga-se o regime de colaboração entre o governo do estado do Ceará e os municípios a partir do Programa Alfabetização na Idade Certa (PAIC). Essa investigação ocorreu na 8ª Coordenadoria Regional de Desenvolvimento da Educação (Maciço de Baturité) e na Secretaria Municipal de Educação de Redenção. Assim, buscou-se compreender o pacto colaborativo no programa e o modus operandi das relações entre essas instituições. A pesquisa é de abordagem qualitativa, constituindo-se como do tipo básica e descritiva. Como procedimentos metodológicos, recorreu-se à pesquisa de campo e à análise documental. O instrumento para coleta de dados na pesquisa de campo foi a entrevista semiestruturada aplicada a seis gestores das instituições pesquisadas. Verificou-se que o PAIC, diferentemente das ações realizadas no Ceará na década de 1990, consistiu em um regime de colaboração técnico-pedagógico que favoreceu uma nova cultura de gestão.


Palavras-chave


PAIC. Regime de colaboração. Gestão da educação. Ceará.

Texto completo:

PDF


  

 

Directory of Open Access Journals

 

SEER

 

Portal de Periódicos


JournalTOCs

 

Google Scholar

 

Diadorim

 

Latindex

 

Início

http://s01.flagcounter.com/more/0G4O/