ANÁLISE DAS MÉTRICAS FINANCEIRAS E NÃO FINANCEIRAS DE DESEMPENHO ORGANIZACIONAL DE EMPRESAS QUE DESENVOLVEM PROJETOS DE INOVAÇÃO NO ÂMBITO DA LEI DO BEM (LEI N° 11.196/2005)

Marcela Gimenes Bera Oshita, Thaís Alves da Silva

Resumo


O objetivo desta pesquisa foi realizar uma análise comparativa das métricas financeiras e não financeiras de desempenho entre empresas que fazem uso da Lei do Bem (Lei nº 11.196/2005) e as que não utilizam o mesmo benefício fiscal. A pesquisa analisou 58 empresas brasileiras de capital aberto e constatou que as empresas que adotaram a Lei do Bem tiveram um desempenho financeiro superior em relação à criação de valor para a empresa, e à eficiência no uso dos ativos para geração de lucros. Além disso, a análise das métricas não financeiras ofereceram indícios de que as empresas que utilizam a Lei do Bem como incentivo fiscal podem ser efetivamente mais inovadoras; podendo instigar a análise de que este incentivo possa corroborar positivamente para geração de valor para as empresas.

Palavras-chave


Inovação de produtos e processos; Geração de valor organizacional; métricas financeiras e não financeiras de desempenho

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31864/rcc.v4i1.2359