TRAÇOS SOMBRIOS DE PERSONALIDADE DOS ESTUDANTES DE CONTABILIDADE: UMA INVESTIGAÇÃO A PARTIR DA SHORT DARK TRIAD (SD3)

Mateus Nunes Rodrigues Mendonça, Telma Maria Chaves Ferreira da Silva Correio, Gilberto Magalhães da Silva Filho

Resumo


Este estudo teve o objetivo de identificar os traços de personalidade que predominam nos discentes de contabilidade de uma universidade pública, associando essas personalidades com suas determinadas características. Para essa abordagem, utilizou-se do DarkTriad, constructo constituído por três traços subclínicos de personalidade: o maquiavelismo, o narcisismo e a psicopatia. Empregou-se a abordagem teórico-empírica, usando-se a revisão bibliográfica de literatura sobre a temática do DarkTriad, além da coleta de dados por meio de um questionário survey, distribuído em duas partes: perfil dos respondentes (dados sociodemográficos) e mecanismo de mensuração de personalidade (Short DarkTriad – SD3), utilizando-se uma amostra de 194 alunos do curso de ciências contábeis. Os resultados mostraram a existência de maquiavelismo em nível moderado, sendo este o traço mais marcante nesses alunos. Identificou-se que 59,28% dos estudantes estavam alinhados com tal característica, seguido dos níveis baixos de narcisismo, com 48,97%, e de psicopatia, com 48,45%. Nesse cenário, pode-se colocar em relevo que a identificação de tal traço conduz à consideração de que tais discentes podem ter tendências em tomar atitudes honestas no meio acadêmico e, consequentemente, no meio profissional.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.31864/rcc.v6i1.3045