VARIAÇÃO, MUDANÇA E PROCESSO DE GRAMATICALIZAÇÃO DOS PRONOMES DEMONSTRATIVOS ILLE, ILLA, ILLUD DO LATIM CLÁSSICO PARA ARTIGOS DEFINIDOS DO PORTUGUÊS DO BRASIL

Ivanaldo Oliveira dos Santos Filho, Julio Neto dos Santos

Resumo


Este trabalho pretende discorrer sobre os processos de variação e mudança dos pronomes demonstrativos latinos de terceira pessoa ille, illa, illud que veio a se transformar no português do Brasil nos atuais artigos definidos. Sabe-se, tomando por base o funcionalismo linguístico, que toda atividade humana de linguagem se fundamenta no uso que se faz dessa linguagem. Dessa perspectiva, não é a gramática de uma língua que determina seus usos, mas o contrário. Isso justifica os diversos processos de gramaticalização, que por meio do uso que se faz da língua, determina o surgimento algumas categorias gramaticais, fazendo com que elementos gramaticais que arquetipicamente pertenciam a uma dada categoria gramatical, gramaticalizem-se em outros, não perdendo, contudo, sua função prototípica.  Os pronomes demonstrativos de terceira pessoa ille, illa, illud no latim tinham a função de marcar no espaço como determinantes a pessoa gramatical do discurso e ao mesmo tempo sua função dêitica. No entanto com o uso do latim em situações reais, os pronomes passaram paulatinamente nos vernáculos que se desdobraram do latim vulgar (latim usualis) a se posicionar e funcionar como elementos determinantes de substantivos e adjetivos, que foi posteriormente batizado de artigos definidos. Este trabalho tem como base teórica o Funcionalismo linguístico americano, mais especificamente na noção de uso, variação, mudança, processos de gramaticalização e função prototípica das categorias gramaticais. Pode-se concluir, com base no uso linguístico, que os atuais artigos do português do Brasil são os antigos pronomes demonstrativos do latim clássico que no latim vulgar se gramaticalizaram em determinantes do português brasileiro e em outras línguas neolatinas.

Texto completo:

PDF


A REVISTA ESTÁ INDEXADA EM:

      

Classificação Qualis/CAPES (Quadriênio 2013-2106):
B4 em Linguística e Literatura
B5 em Educação
B5 em Ensino