REPRESENTAÇÕES FEMININAS CONTOS DE TEMPO DAS FRUTAS, DE NÉLIDA PIÑON

Telma Borges Silva, Ilmar Rodrigues Fernandes

Resumo


No presente trabalho discutiremos os arquétipos femininos que aparecem em alguns contos de Tempo das frutas, produção literária de Nélida Piñon. Nas narrativas encontramos mulheres que desconstroem os estereótipos femininos preconizados pela sociedade patriarcal e corporifica outros aspectos relacionados à emancipação da mulher.  Abordaremos como o conceito de representação social foi construído ancorado no imaginário social, já que a representação é um saber simbólico e classificativo, com objetivo prático. Para isso, usaremos os postulados de Joan Scott, Denise Jodelet e Susana Bornéo Funck, Mireya Suarez, Lourdes Bandeira, Cláudia de Jesus Maia, Leonardo Turchi Pacheco, Regina Célia Caleiro, dentre outros(as) autores(as) que tematizam o assunto. Portanto, discutiremos como Nélida Piñon, em Tempo das Frutas, desnaturaliza e desmitifica, por meio de um discurso subversivo, as representações sociais construídas pelo modelo patriarcal que idealiza e “naturaliza” as mulheres como passivas, dóceis e indefesas.

 


Texto completo:

PDF


A REVISTA ESTÁ INDEXADA EM:

      

Classificação Qualis/CAPES (Quadriênio 2013-2106):
B4 em Linguística e Literatura
B5 em Educação
B5 em Ensino