DO PAPEL PARA A TELA: ASPECTOS ENUNCIATIVOS NO RECONTO INFANTIL

Fabiana Cristina Komesu, Raquel Wohnrath Arroyo

Resumo


O objetivo deste artigo é discutir aspectos enunciativos em reconto infantil produzido por crianças na faixa etária de 07 a 09 anos, em contexto escolar, em suportes distintos, a saber, no papel e na tela do computador com acesso à internet. De um ponto de vista teórico, que privilegia estudos da Enunciação e do Discurso (BAKHTIN, 1997; CORRÊA, 2004), procura-se refletir sobre modificações no texto/discurso dada a mudança do suporte material, segundo a hipótese de que, ao enunciar no papel ou na tela, as diferentes projeções que o escrevente faz da imagem do outro, da de si próprio e da dos suportes utilizados no processo de textualização podem ser investigadas na relação sujeito-linguagem. Metodologicamente, este trabalho apoia-se no paradigma indiciário, o qual permite conceber fenômenos da linguagem como indícios representativos de fenômenos mais gerais. A análise, de cunho qualitativo-interpretativo, privilegia, portanto, o estudo de marcas linguísticas que indiciam diferentes projeções de imagens que os escreventes produzem com diferentes interlocutores em suportes distintos.

Texto completo:

PDF

Comentários sobre o artigo

Visualizar todos os comentários


A REVISTA ESTÁ INDEXADA EM:

      

Classificação Qualis/CAPES (Quadriênio 2013-2106):
B4 em Linguística e Literatura
B5 em Educação
B5 em Ensino