A produção de pôsteres acadêmicos em educação on-line: regulações compartilhadas com a dimensão “uso de vozes”

Tiago Sousa Santos

Resumo


Este artigo analisa a participação de um grupo de estudantes na atividade “Uso de Vozes” durante a implementação de uma Sequência Didática on-line com o gênero pôster acadêmico. A análise desse episódio está ancorada em dois conceitos basilares: o de regulações compartilhadas de aprendizagem (JÄRVENOJA; VOLET; JÄRVELÄ, 2013, ÁLVAREZ-VALDIVIA; LÓPEZ-BENAVIDES, 2010; LÓPEZ-BENAVIDES, 2009); e o de o pôster acadêmico (DIONISIO; PENA; PINHEIRO, 2015; ARAÚJO; PIMENTA, 2014; MOZZAQUATRO, 2014; MACINTOSH-MURRAY, 2007). Para a construção desses dados, foi realizada uma pesquisa-ação (GHENDIN; FRANCO, 2013) do tipo qualitativa em educação on-line (BORBA; MALHEIROS; SCUCUGLIA, 2012). Os dados foram tratados de acordo com o método “análise contextualizada do microdiscurso analítico” (HADWIN, JÄRVELÄ, MILLER, 2011). Os resultados indicam que apenas dois dos três alunos do grupo conseguiram se regular de forma compartilhada. Indicam-se, nas conclusões, algumas causas para esse resultado.

Palavras-chave


Regulações da aprendizagem socialmente compartilhadas; Educação on-line; Pôster acadêmico.

Texto completo:

PDF

Referências


LÓPEZ-BENAVIDES, D.; ÁLVAREZ-VALDIVIA, I. Promover la regulación del comportamiento en tareas de aprendizaje cooperativo en línea a través de la evaluación. Revista Iboamericana de la Educacíon a Digital, Espanha, v. 14, n. 1, p. 161-183, 2011.

LÓPEZ-BENAVIDES, D. Regulacíon del comportamiento durante la construccíon conjunta de conhecimentos em tareas cooperativas em entornos de aprendizaje virtuales asincrónicos y escritos. 2009. 79f. Dissertação (Mestrado Universitário em Educação e as TICs [e-learning]). Universitat Oberta de Catalunya (UOC), Barcelona, 2009.

LORENZONI, P; SOUZA, R.; KOHARA, S. O pôster em encontros científicos. Revista Brasileira de Educação Médica, Rio de Janeiro, v. 3, n. 31, p. 304-309, 2007.

MACINTOSH-MURRAY, A. Pôster presentations as a Genre in Knowledge Communication: A case of study of forms, norms, and values. Science Communication, Washington, v. 28, n. 3, p. 347-376, 2007.

MARCUSCHI, L. Análise da conversação. São Paulo: Editora Ática, 2006.

MONERRAT, J. C. Q. et. al. Autorregulação da aprendizagem na educação à distância – análise das produções científicas realizadas em Brasil e Portugal no período de 2010 a 2015. Revista Científica em Educação a Distância, Rio de Janeiro, v. 6, n. 2, p. 218-233, maio-ago. 2016.

MORAES, A.; DIONISIO, A. O Entorno dos Pôsteres Acadêmicos. In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFPE, 18, 2009, Recife. Anais... Recife: UFPE, 2009, p. 1-4.

_______. A visualidade da escrita: uma análise das definições de pôster. In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFPE, 16, 2008, Recife. Anais... Recife: UFPE, 2008, p. 1-5.

MORAES, A. Pôster acadêmico: um evento multimodal. Revista Ao Pé da Letra, Recife, v. 9, s/n, p. 1-9, 2007.

MOZZAQUATRO, L. A organização retórica do gênero pôster acadêmico sob a perspectiva da análise crítica do gênero. 2014. 99f. Dissertação (Mestrado em Letras: Estudos Linguísticos). Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014.

NASCIMENTO, R.; DIONISIO, A. A visualidade da escrita: uma análise da intertextualidade do gênero pôster. In: CONGRESSO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA UFPE, 15., 2007, Recife. Anais... Recife: UFPE, 2007, p. 1-4.

OLIVEIRA, A. O ensino de língua portuguesa: usos do livro didático, objetos de ensino e gestos profissionais. 2013. 407f. Tese (Doutorado em Linguística Aplicada). Universidade Estadual de Campinas, Campinas, 2013.

PAIVA, V. L. A pesquisa sobre interação e aprendizagem de línguas mediadas pelo computador. Calidoscópio, São Leopoldo, v. 3, n.1, p. 5-12, jan./abr. 2005.

PERRENOUD, F. Avaliação: da excelência à regulação da aprendizagem entre duas lógicas. Porto Alegre: ArtMed. 2007.

PIETRO, J.-F; SCHNEUWLY, B. O modelo didático do gênero: um conceito de engenharia didática. Moara, Belém, s/v, n. 26, p. 15-52, ago./dez. 2006.

RINCK, F.; BOCH, F.; ASSIS, J. Apresentação. In:______. Letramento e formação universitária: formar para a escrita e pela escrita. São Paulo: Mercado de Letras, 2015, p. 11-26.

RODRIGUEZ, S. Como preparar um pôster científico. In: KOLLER, S.; COUTO, M.; HOHENDORFF, J. (Orgs.). Manual de produção científica. Porto Alegre: Penso, 2014, p. 141-155.

ROLIM, A. Corregulação da aprendizagem: efetividade do artefato social em ambiente virtual de aprendizagem. 2014. 387f. Tese (Doutorado em Ciências da Computação). Universidade Federal de Pernambuco, Recife, 2014.

______ et. al. Design de um artefato social para avaliação formadora. Revista de Informática Aplicada, São Caetano do Sul, v. 10, n.1, p. 35-43, 2014.

ROJO, R. Escola conectada: os multiletramentos e as TICS. São Paulo: Parábola, 2013.

ROJO, R.; SCHNEUWLY, B. As relações oral/escrita nos gêneros orais formais e públicos: o caso da conferência acadêmica. Linguagem em (Dis)curso - LemD, Tubarão, v. 6, n. 3, p. 463-493, set./dez. 2006.

SANTAELLA, L. Matrizes da linguagem e pensamento: sonora, visual, verbal. São Paulo: Iluminuras, 2013.

______. Linguagens líquidas na era da mobilidade. São Paulo: Paulus, 2011.




DOI: https://doi.org/10.22297/dl.v6i1.2382

 
 
 
Revista Diálogo das Letras (ISSN 2316-1795). Grupo de Pesquisa em Produção e Ensino do Texto. Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Pau dos Ferros. Rio Grande do Norte.
 
 
Indexada em:
 
 
Associada à Associação Brasileira de Editores Científicos - ABEC:
 
 
Registrada no CrossRef:
 
 
Classificação Qualis/CAPES (Quadriênio 2013-2106):
B1 em Linguística e Literatura
B1 em Educação
B1 em Ensino
B2 em Interdisciplinar
B4 Ciência Política e Relações Internacionais