A atuação de forças contraditórias na produção do discurso na escola: a leitura e a escrita de foto-legenda em foco

Vanessa Alves do Prado

Resumo


Este texto tem o objetivo de analisar trechos do discurso de uma professora do 1º ano do ensino fundamental de uma escola estadual paulista acerca de uma proposta de atividade do material didático Ler e Escrever, concebido como o currículo oficial do estado de São Paulo. Os enunciados foram compreendidos por meio da proposição metodológica de cotejamento de textos e segundo os pressupostos de forças centrípetas e centrífugas e gêneros do discurso, tratados especialmente por Bakhtin, e também por Volochínov e Medviédev. As conclusões indicam que propostas do material didático Ler e Escrever impedem profundas trocas verbais, consideradas irrepetíveis e imprevisíveis no processo de ensino e de aprendizagem de legenda, todavia, o plurilinguismo presente na voz da professora gera ações transgressoras em relação às direções unilaterais e centralizadoras constitutivas desse material.

Palavras-chave


Forças centrípetas e centrífugas; Gênero do discurso; Material didático Ler e Escrever.

Texto completo:

PDF

Referências


ASBAHR, F. S. F. Sentido pessoal, significado social e atividade de estudo: uma revisão teórica. Revista Quadrimestral da Associação Brasileira de Psicologia Escolar e Educacional, São Paulo, v. 18, n. 2, p. 265-272, maio/ago. 2014.

BAJARD, É. A descoberta da língua escrita. São Paulo: Cortez, 2012.

BAKHTIN, M. A forma espacial do herói. In: ______. Estética da criação verbal. Tradução de Maria Emsantina Galvão G. 2. ed. São Paulo: Martins Fontes, 1997.

______. Estética da criação verbal. Tradução de Paulo Bezerra. 4. ed. São Paulo: Martins Fontes, 2003.

______. Questões de literatura e de estética: a teoria do romance. 6. ed. São Paulo: Hucitec, 2010.

______. Os gêneros do discurso. Tradução de Paulo Bezerra. São Paulo: Editora 34, 2016.

BAKHTIN, M./VOLOCHÍNOV. Marxismo e filosofia da linguagem: problemas fundamentais do método sociológico na ciência da linguagem. 13. ed. São Paulo: Hucitec, 2012.

BRAIT, B.; MELO, R. de. Enunciado/enunciado concreto/enunciação. In: BRAIT, B. (Org.). Bakhtin: conceitos-chave. 3. ed. São Paulo: Contexto, 2006, p. 61-78.

FARACO, C. A. Linguagem & Diálogo: as ideias linguísticas do círculo de Bakhtin. São Paulo: Parábola, 2009.

FETTER, S.; LIMA, E. L. C.; LIMA, G. C. O ensino da escrita manual no Brasil: dos modelos caligráficos à escrita pessoal no século XXI. BOOC. Biblioteca On-line 239 de ciências da comunicação, v. IV, p. 1-31, 2010. Disponível em: Acesso em: 2 jan. 2017.

FREIRE, P. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários à prática educativa. 6. ed. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

GERALDI, J. W. A aula como acontecimento. São Carlos: Pedro e João, 2010.

______. Ancoragens: estudos bakhtinianos. São Carlos: Pedro e João, 2015.

______. Heterocientificidade nos estudos linguísticos. In: Grupo de Estudos dos Gêneros do Discurso - GEGe. Palavras e contrapalavras: enfrentando questões da metodologia bakhtiniana. São Carlos: Pedro e João Editores, 2012. p.19-39.

LÜDKE, M.; ANDRÉ, M. E. D. A. Pesquisa em educação: abordagens qualitativas. São Paulo: EPU, 1986.

MARCUSCHI, L. A. A questão do suporte dos gêneros textuais (parte 2). Revista DLCV – Língua, Linguística e Literatura. João Pessoa, v. 1, n. 1, 9-40, Out. 2003. Disponível em: http://periodicos.ufpb.br/index.php/dclv/article/view/7435/4504. Acesso em: 25 jul. 2017.

MEDVIÉDEV, P. N. O método formal nos estudos literários: introdução crítica a uma poética sociológica. São Paulo: Contexto, 2012.

PRADO, V. A. do. O gênero de divulgação científica: leitura, ensino e avaliação em classes de terceiro e quinto anos do ensino fundamental. 2011. 123 f. Dissertação 252 (Mestrado em Educação) – Faculdade de Filosofia e Ciências, Universidade Estadual Paulista, Marília, 2011.

SÃO PAULO (Estado). Secretaria da Educação. Ler e escrever: guia de planejamento e orientações didáticas; professor alfabetizador – 1° ano. Secretaria da Educação, Fundação para o Desenvolvimento da Educação. São Paulo: FDE, 2011.

______. Ler e escrever: guia de planejamento e orientações didáticas; professor alfabetizador – 1° ano, 4. ed (revisada e atualizada). Secretaria da Educação, Fundação para o Desenvolvimento da Educação. São Paulo: FDE, 2014.

______. Programa Ler e Escrever. São Paulo, c2010. Disponível em:

. Acesso em: 19 set. 2013.




DOI: https://doi.org/10.22297/dl.v7i1.2967

 
 
 
Revista Diálogo das Letras (ISSN 2316-1795). Grupo de Pesquisa em Produção e Ensino do Texto. Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Pau dos Ferros. Rio Grande do Norte.
 
 
Indexada em:
 
 
Associada à Associação Brasileira de Editores Científicos - ABEC:
 
 
Registrada no CrossRef:
 
 
Classificação Qualis/CAPES (Quadriênio 2013-2106):
B1 em Linguística e Literatura
B1 em Educação
B1 em Ensino
B2 em Interdisciplinar
B4 Ciência Política e Relações Internacionais