A escrita colaborativa no Google Docs: uma proposta de ensino do gênero textual factual recount no ensino técnico de nível médio integrado

Sabrina Guedes Miranda Dantas, Samuel de Carvalho Lima

Resumo


Este artigo objetiva apresentar uma proposta de ensino de escrita do gênero textual factual recount através Google Docs, para o contexto de cursos técnicos de nível médio integrado. Quanto à base teórico-metodológica, buscamos aproximar a Teoria Sociocultural e a Aprendizagem de Segunda Língua (LANTOLF; THORNE, 2006) do conceito de diálogo (BAKHTIN, 2006), assim como amparamo-nos na Teoria de Escrita Processual (FLOWER; HAYES, 1981), e na abordagem da Escrita Colaborativa Online (YIM; WARSCHAUER, 2017). Ademais, refletimos sobre os documentos norteadores para o Ensino Médio Técnico, as Diretrizes Curriculares Nacionais, a Base Nacional Comum Curricular e o Projeto Pedagógico do Curso Técnico em Informática. A pesquisa resultou no desenho de uma sugestão de ensino complementar para a disciplina de Língua Inglesa, tencionando fomentar práticas de linguagem escrita no ambiente digital através de sessões colaborativas de planejamento, tradução e reescrita.

Texto completo:

PDF

Referências


ALLEN, N. et al. What Experienced Collaborators Say About Collaborative Writing. Iowa State Journal of Business and Technical Communication, [s.l.], v. 1, n. 2, p. 70-90, set. 1987. Disponível em: https://doi.org/10.1177/105065198700100206. Acesso em: 14 mai. 2019.

BAKHTIN, M. Marxismo e filosofia da linguagem. 12 ed. São Paulo: HUCITEC, 2006.

BEAL, V. Cloud-based. Disponível em: https://www.webopedia.com/TERM/C/cloud_based.html. Acesso em: 14 mai. 2019.

BRASIL. Base nacional comum curricular. Brasília: MEC, 2018. Disponível em: http://basenacionalcomum.mec.gov.br/images/BNCC_EI_EF_110518_versaofinal_site.pdf. Acesso em: 29 abr. 2019.

BRASIL. Resolução N.º 3 de 20 de novembro de 2018 – Atualiza as Diretrizes Curriculares Nacionais para o Ensino Médio. Brasília, 2018. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/docman/novembro-2018-pdf/102481-rceb003-18/file. Acesso em: 08 mai. 2019.

DAMIANI, M. F. Sobre pesquisas do tipo intervenção. In: XVI Encontro Nacional de Didática e Prática de Ensino, 2012, Campinas. E-book... Campinas: UNICAMP, 2012. p. 2882-2890. Disponível em: http://endipe.pro.br/ebooks-2012/2345b.pdf. Acesso em: 08 mai. 2019.

DAMIANI, M. F., et al. Discutindo pesquisas do tipo intervenção pedagógica. Cadernos de Educação, Pelotas, v. 2, n. 45, p. 57-67, maio/agosto, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufpel.edu.br/ojs2/index.php/caduc/article/view/3822. Acesso em 08 mai. 2019.

ELLIS, R. Understanding second language acquisition. 2 ed. Oxford: Oxford University Press, 2015.

FLOWER, L.; HAYES, J. R. A cognitive process theory of writing. College Composition and Communication, [s.l.], v. 32, n. 4, p. 365-387, dez. 1981. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/e447/bb67c5341f06be588106853db4975ae514a4.pdf?_ga=2.221465628.580178132.1570491104-1891392481.1570491104. Acesso em: 04 mai. 2018.

FUNG, Y. M. The nature and dynamics of collaborative writing in a Malaysian tertiary ESL setting. 2006. 264f. Tese (Doutorado em Filosofia em Linguística Aplicada). Massey University, New Zealand, 2006.

GODWIN-JONES, R. Second language writing online: an update. Language Learning & Technology, Hawaii, v. 22, n. 1, p. 1-15, feb. 2018. Disponível em: https://scholarspace.manoa.hawaii.edu/bitstream/10125/44574/1/22_01_godwin-jones.pdf. Acesso em: 02 mai. 2018.

HYLAND, M. Writing texts types: a practical journal. Austrália: R.I.C Publications, 2009.

IFRN. Organização didática do IFRN – Aprovada pela Resolução 38/2012-CONSUP/IFRN, de 21 de março de 2012. Natal, IFRN: 2012. Disponível em: http://portal.ifrn.edu.br/ifrn/institucional/projeto-politico-pedagogico-1/lateral/menu-1/volume-3-organizacao-didatica. Acesso em: 05 mai. 2018.

IFRN. Projeto pedagógico do curso técnico de nível médio em informática na forma integrada, presencial – Projeto aprovado pela Resolução N.º 38/2012-CONSUP/IFRN, de 26 de março de 2012. Natal: IFRN, 2012. Disponível em: http://portal.ifrn.edu.br/campus/novacruz/arquivos/projeto-pedagogico-tec-integrado-em-informatica. Acesso em: 05 mai. 2018.

LANTOLF, J. P.; THORNE, S. L. Sociocultural theory and second language learning. In: VAN PATTEN, B.; WILLIAMS, J. (Ed.). Theories in second language acquisition. New Jersey: Lawrence Erlbaum, 2007, p. 197-220.

LIMA JÚNIOR, R. Ensino comunicativo da leitura e da escrita. In: CUNHA, A. G. da; MICCOLI, L. (Org.). Faça a diferença: ensinar línguas estrangeiras na educação básica. 1 ed. São Paulo: Parábola Editorial. 2016, p. 120-141.

LIMA, M. R. R.; ROSTAS, M. H. S. G. Interfaces da aprendizagem numa perspectiva bakhtiniana & vygotskyana. In: XII CONGRESSO NACIONAL DE EDUCAÇÃO, 2015, Curitiba. Anais... Curitiba: PUC-PR, 2015, p. 10751-10766. Disponível em: https://educere.bruc.com.br/arquivo/pdf2015/19015_10528.pdf. Acesso em: 06 mai. 2018.

MAGALHÃES, M. C. C.; OLIVEIRA, W. Vygotsky e Bakhtin/Volochinov: dialogia e alteridade. Bakhtiniana, São Paulo, v. 1, n.5, p.103-115, 1º semestre 2011. Disponível em: https://revistas.pucsp.br/bakhtiniana/article/view/4749. Acesso em: 05 mai. 2018.

MARCHENKOVA, L. A. Interpreting Dialogue: Bakhtin’s Theory and Second Language Learning. 2005. 153 f. Tese (Doutorado em Filosofia). Ohio State University, Ohio, 2005.

NOGUEIRA, M. O. Olhares bakhtiniano e vygotskiano: contribuições teóricas às pesquisas em contextos pedagógicos. Revista Percursos Linguísticos, Vitória, v. 4, n. 9, p. 82-92, 2014. Disponível em: http://periodicos.ufes.br/percursos/article/view/8789. Acesso em: 05 mai. 2018.

EDMUNDO, E. S.; PAULA, D. J. de. O ensino de língua inglesa sob a concepção dialógica de língua: que conteúdos privilegiar. Revista X, v. 1, p. 25-33, 30 jun. 2008. Disponível em: https://revistas.ufpr.br/revistax/article/view/13094/9482. Acesso em: 04 mai. 2018.

RACELIS, J. V.; MATSUDA, P. K. Integrating process and genre into the second language writing classroom: research into practice. Language Teaching, [s.l.], v. 46, n. 3, p. 382-393, 5 jun. 2013.

SMITH, B. L.; MACGREGOR, J. T. What is collaborative learning? In: GOODSELL, A. et al.: Collaborative learning: a sourcebook for higher education. [s.l.]: National center on postsecondary teaching, learning, and assessment at Pennsylvania State University. 1992, p. 10-30.

STROBL, C. Affordances of web 2.0 technologies for collaborative advanced writing in a foreign language. Calico Journal, [s.l.], v. 31, n. 1, p. 1-18, 31 jan. 2014. Disponível em: https://journals.equinoxpub.com/CALICO/article/viewFile/22799/18823. Acesso em: 05 mai. 2018.

YEH, H. Exploring how collaborative dialogues facilitate synchronous collaborative writing. Language Learning & Technology, Hawaii, v. 18, n. 1, p. 23-37, feb. 2014. Disponível em: https://scholarspace.manoa.hawaii.edu/bitstream/10125/44348/1/18_01_action2.pdf. Acesso em: 05 mai. 2018.

YIM, S.; WARSCHAUER, M. Web-based collaborative writing in L2 contexts: methodological insights from text mining. Language Learning & Technology, Hawaii, v. 21, n. 1, p. 146-165, feb. 2017. Disponível em: https://pdfs.semanticscholar.org/eecc/88ae5360275d505c438309523979f23ba1a1.pdf. Acesso em: 04 mai. 2018.




DOI: https://doi.org/10.22297/dl.v8i3.4129

 
 
 
Revista Diálogo das Letras (ISSN 2316-1795). Grupo de Pesquisa em Produção e Ensino do Texto. Universidade do Estado do Rio Grande do Norte. Pau dos Ferros. Rio Grande do Norte.
 
 
Indexada em:
 
 
Associada à Associação Brasileira de Editores Científicos - ABEC:
 
 
Registrada no CrossRef:
 
 
Classificação Qualis/CAPES (Quadriênio 2013-2106):
B1 em Linguística e Literatura
B1 em Educação
B1 em Ensino
B2 em Interdisciplinar
B4 Ciência Política e Relações Internacionais