Revista Expressão, Vol. 1, No 41 (2010)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

TESSITURAS PSICOSSOCIAIS: DESAFIOS EM FORMAR LICENCIANDOS EM DUAS CULTURAS

Márcia Cristina Braz, Erika Reis Andrade

Resumo


Este estudo objetiva analisar a partir da Teoria das Representações Sociais, como licenciandos em Física vão se tornando professores mediante articulações entre suas representações sociais (RS) de Física e suas RS sobre o Ensinar. Os sujeitos foram 50 licenciandos em formação inicial e o acesso aos dados realizado através da Técnica da Associação Livre e do Procedimento de Classificação Múltipla. O tratamento dos dados se deu pela análise de conteúdo e pelo procedimento de análise multidimensional SSA (Smallest Space Analysis). Os resultados revelaram as RS de Física concebida como ciência racionalista, ancorada no misto das físicas de Galileu e Newton, e objetivada na visão popular de conhecimento científico. A RS sobre Ensinar, ancorada na pedagogia tradicional, e objetivada na imagem figural do professor artesão, tais RS, quando articuladas entre si, apresentam a Física como ciência de difícil compreensão, transposta didaticamente a partir de um modelo de transmissão de conhecimento. Sua aprendizagem, resultante da competência matemática do aluno, mediante exercícios repetitivos. Conclui-se a imprescindibilidade da criação de um grupo interdepartamental e multidisciplinar promovido pela Universidade em que espaços sistemáticos de formação continuada, que empreendam reflexões sobre a práxis do currículo escolar com a participação de professores da rede escolar, dos licenciandos e professores universitários.

Texto Completo: PDF