CIDADE, URBANO E MOVIMENTOS: SOBRE A FORMAÇÃO DO URBANO E A AÇÃO DOS GRUPOS SOCIOESPACIAIS “EXCLUÍDOS” – UM OLHAR SOBRE RECIFE/PE

Otávio Augusto Alves dos Santos

Resumo


O presente trabalho procura desenvolver uma sucinta reflexão sobre os conceitos de cidade e de espaço urbano, tomando como ponto de partida a realidade citadino-urbana do Recife/PE. No primeiro momento, procura-se entender a distinção entre cidade e urbano, mostrando como se deu a constituição do espaço urbano nas cidades, sobretudo nas cidades brasileiras, e especificamente na cidade do Recife. No segundo momento, tenta-se definir o que é espaço urbano no mundo contemporâneo, bem como procura-se identificar quais os agentes de sua constituição e os conflitos que se instauram por conta da ação de cada um. E no terceiro momento procura-se demonstrar como se efetiva a ação daqueles cujas condições de vida estão socialmente precarizadas pelo modelo de urbanização em curso. Acredita-se, por fim, que as ações dos grupos socioespaciais “excluídos” podem se constituir em lutas pela construção de territórios de vida garantidores da cidadania, caracterizando assim um esforço de resgate da cidade em sua ascepção primeira, ou seja, enquanto lugar da política.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33237/geotemas.v2i1.206

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Indexadores e Bases Bibliográficas




https://dbh.nsd.uib.no/publiseringskanaler/erihplus/periodical/info.action?id=494578



Redes Sociais
 Academia.edu Facebook Instagram

Conteúdo Registrado (DOI)


Revista Associada


Apoio