PERCEPÇÃO DE AGRICULTORES SOBRE AS CONSEQUÊNCIAS DO DESMATAMENTO EM ÁREAS RURAIS NUMA REGIÃO SERRANA DO SEMIÁRIDO NORDESTINO

Maria Isabela Batista Clemente, Ilton Araújo Soares, Ana Cláudia Medeiros Souza

Resumo


O presente trabalho teve como objetivo investigar a percepção de pequenos agricultores em relação às consequências do desmatamento como facilitador da degradação do solo, adotando como áreas de estudo três comunidades rurais localizadas no município Patu, estado do Rio Grande do Norte. A escolha das comunidades deu-se em função de estarem localizadas em uma área com declividade acentuada, possibilitando a ocorrência da degradação de terras pelo uso inadequado do solo. Como instrumento de coleta de dados foi utilizado à aplicação de formulários aos agricultores. Os entrevistados praticam a agricultura tradicional, fazem desmatamento da vegetação através do corte e queimadas para utilizar a terra para agricultura e têm conhecimento sobre suas principais consequências, como erosão, compactação e perda da fertilidade natural do solo. Constatamos que os entrevistados utilizam algumas técnicas para mitigar os impactos provocados ao solo como, rotação de cultura e pousio.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33237/geotemas.v7i1.2339

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Indexadores e Bases Bibliográficas




https://dbh.nsd.uib.no/publiseringskanaler/erihplus/periodical/info.action?id=494578



Redes Sociais
 Academia.edu Facebook Instagram

Conteúdo Registrado (DOI)


Revista Associada


Apoio