A IMPORTÂNCIA DO SETOR DE SERVIÇOS PARA O CRESCIMENTO ECONÔMICO DE PAU DOS FERROS/RN

Mercia Herculano Araújo, Boanerges de Freitas Barreto Filho

Resumo


Verifica-se que a relevância do Setor de Serviços vem crescendo em praticamente todos os entes da federação, como é o caso do município de Pau dos Ferros/RN, que tem apresentado um notável dinamismo desse Setor nos últimos anos, comportando-se positivamente para a geração de emprego e renda local. O objetivo do trabalho é analisar a evolução do Setor de Serviços na economia de Pau dos Ferros/RN, discutindo-se as implicações para o crescimento econômico local. A pesquisa se fundamentou em estudo bibliográfico e levantamento no banco de dados do IBGE. Verificou-se que o Setor de Serviços se consolidou como o mais importante da economia do país e, em alguns espaços subnacionais, representa mais de 90% do PIB, como é o caso da economia de Pau dos Ferros/RN em anos mais recentes. Verificou-se que, no ano de 2010, os serviços distributivos geraram o maior número de empregos com 5.342 pessoas. Tais dados se coadunam com a função desempenhada pela cidade no Alto Oeste Potiguar, justificando sua posição de centro comercial com ampla diversidade de estabelecimentos e geradora de postos de trabalho.

Palavras-chave


Setor de Serviços. Crescimento Econômico. Pau dos Ferros/RN

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA, J. E.; ALVES, A. de M. Zoneamento ecológico-econômico do Alto Oeste Potiguar: microrregiões de Pau dos Ferros, São Miguel e Umarizal. Mossoró, RN: Queima-Bucha 2014.

ARAÚJO, F. P. V. da S. PLANO DE MARKETING/BRIEFING, TEMA: “PAU DOS FERROS: VOCAÇÃO PARA O CRESCIMENTO”. PREFEITURA MUNICIPAL DE PAU DOS FERROS. Disponível em: https://paudosferros.rn.gov.br/arquivos/licitacao/61/159/Briefing.pdf. Acesso em: 29 nov. 2018.

ASSIS, L. F. de. As redes de comércio e de serviço entre a cidade média de Sobral e algumas cidades pequenas da região norte do Ceará. Anais do X Encontro de Geógrafos da América Latina–20 a, v. 26, 2005. Disponível em: http://observatoriogeograficoamericalatina.org.mx/egal10/Geografiasocioeconomica/Geografiaregional/04.pdf . Acesso em: 19 mar. 2019.

BACHA, C. J. C. Economia e política agrícola no Brasil. 2. ed. – São Paulo: Atlas, 2012.

BERTERO, J. F. Sobre a sociedade pós-industrial. Anais do 4º Colóquio Marx e Engels. Campinas, IFCH–UNICAMP, v. 8, 2012. Disponível em: https://www.unicamp.br/cemarx/ANAIS%20IV%20COLOQUIO/comunica%e7%f5es/GT3/gt3m2c4.pdf. Acesso em: 24 abr. 2019.

CACCIAMALI, M. C. Globalização e processo de informalidade. Economia e sociedade, v. 9, n. 1, p. 153-174, 2000.

CARMO, P. S. do. O trabalho na economia global. 2. ed. Reform. – São Paulo: Moderna, 2004. – (Coleção Polêmica).

DANTAS, J. R. de Q. A (RE) ORGANIZAÇÃO SÓCIO-ESPACIAL NO RN E SUAS IMPLICAÇÕES PARA PAU DOS FERROS. 2011. Disponível em: < http://www.joinpp.ufma.br/jornadas/joinpp2011/CdVjornada/JORNADA_EIXO_2011/QUESTAO_URBANA_E_GESTAO_DAS_CIDADES/A_(RE)_ORGANIZACAO_SOCIOESPACIAL_NO_RN_E_SUAS_IMPLICACOES_PARA_PAU_DOS_FERROS.pdf>. Acesso em: 31 out. 2018.

DANTAS, J. R. de Q. As cidades medias no desenvolvimento regional: um estudo sobre Pau dos Ferros (RN). 2014. 261 f. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2014. Disponível em: < https://repositorio.ufrn.br/jspui/handle/123456789/13834>. Acesso em: 06 nov. 2018.

DANTAS, J. R. de Q.; CLEMENTINO, M. do L. M.; FRANÇA, R. S. de. A cidade média interiorizada: Pau dos Ferros no desenvolvimento regional. Revista Tecnologia e Sociedade, v. 11, n. 23, p. 129-148, 2015. Disponível em: < http://www.redalyc.org/pdf/4966/496650345009.pdf>. Acesso em: 29 out. 2018.

FEIJÓ, C. A.; SILVA, D. B do N; SOUZA, A C. Quão heterogêneo é o setor informal brasileiro? Uma proposta de classificação de atividades baseada na Ecinf. Revista de Economia Contemporânea, v. 13, n. 2, p. 329-354, 2009.

HALLAK NETO, J; NAMIR, K; KOZOVITS, L. Setor e emprego informal no Brasil: análise dos resultados da nova série do sistema de contas nacionais–2000/07. Economia e Sociedade, v. 21, n. 1, p. 93-113, 2012.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Agropecuário, 2006. Disponível em: . Acesso em: 10 nov. 2018.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Agropecuário - Resultados Preliminares, 2017. Disponível em: . Acesso em: 10 nov.2018.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Estáticas do Século XX, 2003. Disponível em:

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. IBGE Cidades, 2010. Disponível em: Acesso em: 18 nov. 2018.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Panorama das cidades - População estimada para 2018, 2017. Disponível em: Acesso em: 23 de abr. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Cadastro Geral de Empresas. [Vários anos]. Disponível em: . Acesso em: 23 abr. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Cadastro Geral de Empresas, 2016. Disponível em: . Acesso em: 23 de abr. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Cadastro Geral de Empresas, 2016.Disponível em: < https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rn/apodi/pesquisa/19/29761>. Acesso em: 23 de abr. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Cadastro Geral de Empresas, 2016. Disponível em: . Acesso em: 23 de abr. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Censo Amostra- Trabalho, Censo Demográfico, 2010. Disponível em: < https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rn/pau-dos-ferros/pesquisa/23/22957?detalhes=true>. Acesso em: 2 abr. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Classificação Nacional de Atividades Econômicas, versão 2.0. 2019b. Disponível em: < https://concla.ibge.gov.br/classificacoes/por-tema/atividades-economicas/classificacao-nacional-de-atividades-economicas.html>. Acesso em: 24 abr. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATISTICA. Pau dos Ferros. Rio Grande do Norte – RN, 2017. Disponível em: https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rn/pau-dos-ferros/historico. Acesso em: 18 nov. 2018.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATISTICA. Pesquisa Anual de Serviços – PAS. Disponível em: < https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/servicos/9028-pesquisa-anual-de-servicos.html?=&t=o-que-e>. Acesso em: 18 de nov. 2018.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa Anual de Serviços, volume 12. 2010. Disponível em: < https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/150/pas_2010_v12.pdf> Acesso em: 23 abr. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa Anual de Serviços. 2019. Disponível em: < https://www.ibge.gov.br/estatisticas/economicas/servicos/9028-pesquisa-anual-de-servicos.html?edicao=17104&t=o-que-e>. Acesso em: 23 abr. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Pesquisa Anual de Serviços. 2016. Disponível em: < https://biblioteca.ibge.gov.br/visualizacao/periodicos/150/pas_2016_v18_informativo.pdf>. Acesso em: 23 abr. 2019.

IBGE – INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Produto Interno Bruto dos Municípios. Pau dos Ferros/RN. [Vários anos]. Disponível em: < https://cidades.ibge.gov.br/brasil/rn/pau-dos-ferros/pesquisa/38/46996?ano=2016>. Acesso em: 24 abr. 2019.

JACINTO, P de A; RIBEIRO, E. P. Crescimento da produtividade no setor de serviços e da indústria no Brasil: dinâmica e heterogeneidade. Economia Aplicada, v. 19, n. 3, p. 401-427, 2015.

KON, A. A distribuição do trabalho nos serviços do Brasil. Anais, p. 583-604, 2016. Disponível em: < http://www.abep.org.br/~abeporgb/publicacoes/index.php/anais/article/viewFile/730/706>. Acesso em: 07 nov. 2018.

KON, A. O novo regionalismo e o papel dos serviços no desenvolvimento: transformações das hierarquias econômicas regionais.OIKOS (Rio de Janeiro), v. 8, n. 2, 2009. Disponível em: < http://www.revistaoikos.org/seer/index.php/oikos/article/viewArticle/161>. Acesso em: 07 nov. 2018.

MAIS RN. Perfil do RN. Disponivel em: https://maisrn.fiern.org.br/ . Acesso em: 07 nov. 2018.

MEIRELLES, D. S. The concept of service. Revista de Economia Política, v. 26, n. 1, p. 119-136, 2006. Disponível em: http://rep.org.br/pdf/101-7.pdf. Acesso em: 06 nov. 2018.

MELO, H. P.de. O setor de serviços no Brasil: uma visão global: 1985/95. (1998). Disponível em: . Acesso em: 02 out. 2018.

NOGUEIRA, M. O. A problemática do dimensionamento da informalidade na economia brasileira. Texto para Discussão, Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (IPEA), 2016.

PESSOA, C. V. G.; GOMES, H. P. R. PAU DOS FERROS/RN: UMA CIDADE PEQUENA COM CARACTERÍSTICAS DE CIDADE MÉDIA. 2016. Disponível em: < http://www.editorarealize.com.br/revistas/conidis/trabalhos/TRABALHO_EV064_MD1_SA9_ID1390_24082016203310.pdf> Acesso em: 30 out. 2018.

PINTO, G. A. A organização do trabalho no século 20: taylorismo, fordismo e toyotismo. 1. ed. – São Paulo: Expressão popular, 2007.

POCHMANN, M. Debates contemporâneos, economia social e do trabalho, 2: a superterceirização do trabalho. São Paulo: LTr, 2008.

SILVA, C. M; MENEZES FILHO, N. KOMATSU, B. Uma abordagem sobre o setor de serviços na economia brasileira. São Paulo: Insper, 2016.

SILVA, A.M.; NEGRI, J. A.de; KUBOTA, L. C. Estrutura e dinâmica do setor de serviços no Brasil. In. NEGRI, J. A.de, (Org.) et al. Estrutura e dinâmica do setor de serviços no Brasil. Brasília: IPEA, 2006. p. 15-33.

SILVA, F. E.; SILVA, J.G. da. Pau dos Ferros: enfim uma cidade. 1998. Disponível em: .101. Acesso em: 29 nov. 2018.

SOUTO, L. V. et al. O Nordeste e a Escassez de Água: uma abordagem da Microrregião de Pau dos Ferros/RN. Disponível em: < http://anpur.org.br/xviienanpur/principal/publicacoes/XVII.ENANPUR_Anais/ST_Sessoes_Tematicas/ST%204/ST%204.6/ST%204.6-03.pdf> Acesso em: 13 nov. 2018.

SOUZA, A. C.; FEIJÓ, C. A.; SILVA, D. B. do N. Níveis de informalidade na economia brasileira. Revista Econômica do Nordeste, v. 37, n. 3, p. 422-444, 2006.

VASAPOLLO, L. O trabalho atípico e a precariedade. In: O trabalho atípico e a precariedade. 2005.




DOI: https://doi.org/10.33237/geotemas.v9i3.3837

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.



Indexadores e Bases Bibliográficas




https://dbh.nsd.uib.no/publiseringskanaler/erihplus/periodical/info.action?id=494578



Redes Sociais




Conteúdo Registrado (DOI)


Revista Associada


Apoio