ASSISTÊNCIA TÉCNICA E EXTENSÃO RURAL: A PERCEPÇÃO DE SATISFAÇÃO DO SERVIÇO PRESTADO ÀS ASSOCIAÇÕES ATENDIDAS POR UM PROJETO PÚBLICO DE DESENVOLVIMENTO RURAL NO TERRITÓRIO DO MÉDIO SERTÃO PARAIBANO

Antonia Sheila Pessoa do Nascimento, José Shirley Pessoa do Nascimento

Resumo


Este estudo parte de uma pesquisa de campo sobre o serviço de assistência técnica e extensão rural (ATER) contratado por um projeto público de desenvolvimento rural para atender as demandas específicas de associações que possuem projetos produtivos conveniados com o Governo da Paraíba no território do Médio Sertão. Desta forma, o artigo pretende verificar a percepção das lideranças/presidentes destas associações acerca da satisfação desse serviço de ATER que foi contratado através de chamada pública. Para além disso, busca-se realizar um levantamento do perfil socioeconômico das lideranças do território. A pesquisa foi realizada nas associações rurais dos municípios de Salgadinho, Junco do Seridó, São Mamede, Santa Luzia, São José do Sabugi e Várzea. Nos municípios em questão existem onze projetos produtivos conveniados com associações de agricultores, agricultoras e artesãs que estão em execução com o Governo do Estado através do projeto em questão. Os instrumentos para coleta de dados partiram de questionários semiestruturados existentes que foram adaptados para atender aos objetivos do estudo, sendo um do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (INEP) para traçar o perfil socioeconômico das lideranças e o outro intitulado de Escala de atitudes para com a extensão rural de Taveira (2005) através das alternativas da escala de Likert. A análise realizada apresentou a percepção do serviço por parte das lideranças com satisfação, trazendo pontos que devem ser aperfeiçoados para melhor atender ao público beneficiado e uma comparação de estudos existentes sobre as ações desenvolvidas por ATER’s que prestam serviços públicos para associações rurais.

Palavras-chave


Assistência Técnica e Extensão Rual; ATER; Satisfação.

Texto completo:

PDF

Referências


BALEM, T. A. Extensão e desenvolvimento rural / Tatiana Aparecida Balem. – Santa Maria: Universidade Federal de Santa Maria, Colégio Politécnico: Rede e-Tec Brasil, 2015.

BARDIN, L. Análise de conteúdo. Lisboa: Edições 70, 1979.

BATARRA, F. W. O PAEG e o “Milagre Econômico” Brasileiro. Monografia de Conclusão de Curso. Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade de Ribeirão Preto/USP. Ribeirão Preto – SP. 2010. 59f.

BORGES, M. S; CEZAR, A. M. G; CASTRO, M. C. D e. Programa de assistência técnica para o desenvolvimento de pequenas propriedades leiteiras em Valença-RJ e região Sul Fluminense. Cad. EBAPE.BR, v. 14, Edição Especial, Artigo 9, Rio de Janeiro, Jul. 2016. Disponível em: . Acesso em: 29 set. de 2018.

BRASIL. Bolsa Família. Disponível em: . Acesso em: 21 set. 2018.

BRASIL. Lei Nº 12.188, de 11 de Janeiro de 2010. Institui a Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural para a Agricultura Familiar e Reforma Agrária - PNATER e o Programa Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural na Agricultura Familiar e na Reforma Agrária - PRONATER, altera a Lei no 8.666, de 21 de junho de 1993, e dá outras providências. Edição Federal: Brasília, 2010.

BRASIL. População rural envelhece e jovens migram para as cidades. Disponível em: . Acesso em: 19 set. 2018.

BROCA, T. W. A crescente participação das mulheres em cargos de liderança: um estudo realizado em empresas da cidade de Urussanga/SC. Trabalho de Conclusão de Curso (Curso de MBA gestão empresarial) – Universidade do Extremo Sul Catarinense - UNESC. Criciúma, 2014.

BRUNI, A. L. SPSS: guia prático para pesquisadores. São Paulo: Atlas, 2012.

CASTRO, C. N de. Desafios da agricultura familiar: o caso da Assistência Técnica e Extensão Rural. Brasília: IPEA. Boletim regional, urbano e ambiental. v. 12, jul/dez., 2015.

CASTRO, C. N de; PEREIRA, C. N. Agricultura familiar, assistência técnica e extensão rural e a política nacional de ATER. Brasília: IPEA, 2017.

CAZELLA, A. A.; KREUTZ, I. J.; PINHEIRO, S. L. G. A construção de novas atribuições para a Assistência Técnica e Extensão Rural: a mediação com reconhecimento da identidade. Santa Maria: UFSM, DEAER/CPGExR – CCR – UFSM, RS, 2005. Disponível em: . Acesso em: 28 jul. 2018.

CHON, K-S. (Kaye); SPARROWE, R. T. Hospitalidade: conceitos e aplicações. Tradução Ana Beatriz de Miranda e Silva Ferreira. Pioneira Thomson Learning. São Paulo, 2003.

CUNHA, L. M. A. Modelos Rasch e Escalas de Likert e Thurstone na medição de atitudes. Dissertação (Mestrado em Probabilidades e Estatística) - Departamento de Estatística e Investigação Operacional, Universidade de Lisboa. Lisboa, 2007.

DINSDALE, Geoff; MARSON, D. Brian; SCHMIDT, Faye; STRICKLAND, Teresa. Metodologia para medir a satisfação do usuário no Canadá: desfazendo mitos e redesenhando roteiros. Brasília: Cadernos ENAP n. 20, 2000. 165p.

ECHENIQUE, O. S. Perspectivas de evolucion de los servicios de asistencia Técnica Agricola en Brasil: Analisis del Proyecto Lumiar y de las empresas de Asistência Tecnica y Extension Rural. Brasília: Convenio FAO-INCRA, 1998.

EMATER. Rio Grande do Sul / ASCAR. Métodos e meios de comunicação em Extensão Rural. Porto Alegre, 2009. 40 p.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários a prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996. 165 p.

GARAGORRY, F. L.; QUIRINO, T. R.; SOUZA, C. P. Diagnóstico sociotécnico da agropecuária brasileira II – Estabelecimentos. Brasília: Embrapa Informática e Tecnologia, 2002.

GIL, A. C. Como elaborar projetos de pesquisa. 4. ed. São Paulo: Atlas, 2007.

GOMES, D.; GUIMARÃES, J.; PORRO, R. Acesso à ATER e os principais problemas técnicos enfrentados pela agricultura familiar no Nordeste paraense. In: CONGRESSO INTERNACIONAL DAS CIÊNCIAS AGRÁRIAS COINTER – PDVAgro 2017, 2., 2017. Natal. Anais... Natal, 2017. p. 1-8.

GOVERNO FEDERAL. População rural envelhece e jovens são minoria no campo. 2018. Disponível em: Acesso em: 10 jul. 2018.

IBGE- INSTITUTO BRASILEIRO DE GEOGRAFIA E ESTATÍSTICA. Regiões Geográficas Estado da Paraíba. 2017. Disponível em: Acesso em: 02 mai. 2018.

INEP - INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Questionário Socioeconômico ENCCEJA 2013. Disponível em: . Acesso em: 15 mai. 2018.

(INEP) INSTITUTO NACIONAL DE ESTUDOS E PESQUISAS EDUCACIONAIS ANÍSIO TEIXEIRA. Sinopse Estatística da Educação Básica 2017. Brasília: Inep, 2018. Disponível em: . Acesso em: 21 set. 2018.

LUSA, M. G. Política Nacional de Assistência Técnica e Extensão Rural e Serviço Social: o campo como desafio. CADERNOS CERU, série 2, v. 24, n. 1, junho de 2013.

MDA - MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO. Plano Territorial de Desenvolvimento Rural Sustentável (PTDRS). Brasília: MDA, 2009. Disponível em: . Acesso em: 21 set. 2018.

(MDA) MINISTÉRIO DO DESENVOLVIMENTO AGRÁRIO. Resultado do Seminário Nacional de ATER: Consolidar a PNATER, fortalecer a agricultura familiar e o desenvolvimento rural sustentável. Brasília: Ed. da Secretaria da Agricultura Familiar, 2008. p. 65.

OLIVEIRA, C. B. A de. Comprometimento organizacional e satisfação no trabalho: estudo com funcionários do CRAS de Borborema-PB. Trabalho de Conclusão de Curso (Bacharelado em Administração). Universidade Federal da Paraíba. Bananeiras – PB. 2017. 59f.

OLIVEIRA, L. H. de. Exemplo de cálculo de Ranking Médio para Likert. Notas de Aula. Metodologia Científica e Técnicas de Pesquisa em Administração. Mestrado em Adm. e Desenvolvimento Organizacional. PPGA CNEC/FACECA: Varginha, 2005.

OLIVEIRA, M. N. S; WEHRMANN, M. E. S. F; SAUER, S. Agricultura familiar no Distrito Federal: a busca por uma produção sustentável. Sustentabilidade em Debate. Brasília, v. 6, n. 1, jan/abr., 2015, p. 53-69.

OLIVER, R. L. Satisfaction: a behavioral perspective on the consumer. New York: McGraw Hill, 1997.

QUEDA, O. A Extensão Rural no Brasil: da anunciação ao milagre da modernização agrícola. Piracicaba: ESALQ/USP, Tese de Livre Docência, 1987. 201 p.

RODRIGUES, C. F. S; LIMA, F. J. C.; BARBOSA, F. T. Importância do uso adequado da estatística básica nas pesquisas clínicas. Revista Brasileira de Anestesiologia. Alagoas: Elsevier Editora Ltda, v. 67, n. 6, março/abr., 2017, 619-625.

DOI: https://doi.org/10.1016/j.bjane.2017.01.011

ROSSI, C. A. V.; SLONGO, L. A. Pesquisa de Satisfação de Clientes: o Estado-da-Arte e Proposição de um Método Brasileiro. RAC, v.2, n.1, jan./abr. 1998

SANTOS, R. F. dos. Análise crítica da interpretação neoclássica do processo de modernização da agricultura brasileira. In: SANTOS, R.F. dos. Presença de viéses de mudança técnica da agricultura brasileira. São Paulo: USP/IPE, p.39-78, 1986.

SCALABRIN, A. C.; SIMÃO, J. C. A.; BRÍGIDA, M. B. S.; PERES, P. A.; OLIVEIRA, C. M. A Importância do Reconhecimento dos Saberes do Agricultor Familiar para o Desenvolvimento Rural da Amazônia. Porto Alegre, 2009. Disponível em: Acesso em: 26 jul. 2018.

SIQUEIRA, M. M. M; GOMIDE JR, S. Vínculos do indivíduo com o trabalho e com a organização. In: ZANELLI, José Carlos; BORGES-ANDRADE, Jairo Eduardo; BASTOS, Antonio Bittencourt. Psicologia, Organizações e Trabalho no Brasil. 2. ed. Porto Alegre: Artmed, 2014. p. 314-348.

TAVEIRA, L. R. S. A extensão rural na perspectiva de agricultores assentados do Pontal do Paranapanema - SP. Campinas, SP: [s.n.], 2005.




DOI: https://doi.org/10.33237/geotemas.v10i1.4229

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Indexadores e Bases Bibliográficas




https://dbh.nsd.uib.no/publiseringskanaler/erihplus/periodical/info.action?id=494578



Redes Sociais
 Academia.edu Facebook Instagram

Conteúdo Registrado (DOI)


Revista Associada


Apoio