AUTONOMIA E EPISTEMOLOGIA DA PRÁTICA: ANÁLISE A PARTIR DA FEIRA DE CONHECIMENTOS SOBRE AMÉRICA LATINA

Rinaldo de Castilho Rossi

Resumo


Muitos são os desafios dos educadores recém-formados. No ensino de ciências humanas, uma das dificuldades atuais é lidar com o excesso de informações disponíveis em meio digitais, por vezes mais “atrativas” para as crianças e adolescentes. No ensino público as barreiras são mais delicadas, que podem ir desde um ambiente doméstico desfavorável, até o baixo repertório de conteúdos fundamentais entre discentes. O estudo sobre a América Latina no Ensino Básico é diretamente afetado, uma vez que poucos brasileiros conhecem a história e as dinâmicas da região, sendo um conteúdo pouco acessível à maioria dos estudantes de escola pública. Este artigo visa apresentar e analisar a realização da Feira de Conhecimentos sobre América Latina, vinculada ao Departamento de Geografia da Universidade Federal da Bahia, ressaltando a importância de conceitos da Educação como autonomia e epistemologia da prática para formação docente. A partir da documentação das quatro etapas de realização do projeto e da análise a partir de conceitos da Educação e do Ensino em Geografia foi possível evidenciar a importância da elaboração conjunta, entre educadores e educandos, de práticas pedagógicas ancoradas na interdisciplinaridade e em múltiplas linguagens, a fim de tornar a educação geográfica sobre América Latina mais adequada à cotidianidade dos diversos ambientes de ensino-aprendizagem possíveis.

Palavras-chave


América Latina; Ensino de Geografia; Epistemologia da prática.

Texto completo:

PDF

Referências


ALMEIDA; SILVA. Abya Yala como território epistêmico: pensamento decolonial como perspectiva teórica. Interritórios, Caruaru, V.1, N.1, 2015.

AZAMBUJA, L. D. Geografia, natureza e sociedade. Ijuí: Editora UNIJUI, 2009.

AZAMBUJA, L. D. O livro didático e o ensino de geografia do Brasil. Revista Brasileira de Educação em Geografia, Campinas, v. 4, n. 8, p. 11-33, jul./dez., 2014

BOURDIEU, P.; PASSERON, J. C. A reprodução: elementos para uma teoria do sistema de ensino. 3 ed. Rio de Janeiro: Francisco Alves, 1992.

FANON, F. Pele negra, máscaras brancas. Salvador: EDUFBA, 2008.

FARRET; PINTO. América Latina: da construção do nome à consolidação da ideia. Topoi, v. 12, n.23, jul.-dez. 2011, p. 30-42.

FREIRE, P. Pedagogia da autonomia: saberes necessários à prática educativa. São Paulo: Paz e Terra, 1996.

MANFIO, V.; SEVERO, M.; WOLLMAN, C. Educação e geografia escolar: os dilemas, desafios e o papel do professor na construção do conhecimento. Revista Perspectiva Geográfica - Marechal Cândido Rondon, v. 11, n. 14, p. 63-73, jan.-jun., 2016.

MENEZES, V.; KAERCHER, M. A formação docente em geografia: por uma mudança de paradigma científico. Giramundo, Rio de Janeiro, v. 2, n. 4, p.47-59, jul./dez. 2015.

QUIJANO, A. Colonialidade do poder, eurocentrismo e América Latina. In: LANDER, E. (org.). A colonialidade do saber: eurocentrismo e ciências sociais. Perspectivas latino-americanas. Coleção Sur-Sur. Buenos Aires: CLACSO, 2005.

RIBEIRO, E. Práticas pedagógicas – o ensino geográfico por instalações. In: Anais do IX Seminário de Pós-Graduação em Geografia da UNESP Rio Claro, 2009.

RIBEIRO, E. Instalações geográficas pensando a avaliação construtiva para se trabalhar a geografia na sala de aula. In: Educação, arte e geografias – linguagens em (in)tens(ç)ões. SUZUKI, J. C.; SILVA, V. C.; FERRAZ, C. (Org.). Porto Alegre: Imprensa Livre, 2016.

SANTOS, M. Ensaios sobre urbanização latino-americana. São Paulo (SP): Hucitec, 1982.

SANTOS, M. Por uma outra globalização: do pensamento único à consciência universal. 10. ed. Rio de Janeiro: Record, 2003.

SANTOS, R. E. dos. O ensino de Geografia do Brasil e as relações raciais: reflexões a partir da Lei 10.639. In: SANTOS, R. E. (Org.). Diversidade, espaço e relações étnico-raciais: o negro na Geografia do Brasil. Belo Horizonte: Editora Gutenberg, 2. Ed., 2009.

SOUZA-SANTOS, B. Para além do pensamento abissal. Das linhas globais a uma ecologia dos saberes. In: Novos Estudos CEBRAP, 79, Novembro 2007, p. 71-94.

STRAFONI, R. O ensino de Geografia como prática espacial de significação. Estudos avançados n. 32, 2018.




DOI: https://doi.org/10.33237/geotemas.v10i2.4350

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Indexadores e Bases Bibliográficas




https://dbh.nsd.uib.no/publiseringskanaler/erihplus/periodical/info.action?id=494578



Redes Sociais
 Academia.edu Facebook Instagram

Conteúdo Registrado (DOI)


Revista Associada


Apoio