COOPERATIVISMO E CONVIVÊNCIA COM A SECA. O CASO DA COOPAPI NO RN

Antonio Caubí Torres

Resumo


Este trabalho tem como objetivo realizar um estudo de caso da experiência da Cooperativa Potiguar de Apicultura e Desenvolvimento Rural Sustentável (COOPAPI), localizada no município de Apodi, estado do Rio Grande do Norte. O estudo ocorrerá a partir da análise das alternativas de convivência da cooperativa com a seca a fim de promover o desenvolvimento rural sustentável, com geração de trabalho e distribuição de renda para os cooperados. Como metodologia, usou-se os métodos qualitativos e quantitativos. A partir das entrevistas transcritas discorreu-se acerca da história da fundação da cooperativa, além de analisar as ações no campo de alternativas de convivência com a seca. Essas ações desenvolvidas pela cooperativa têm importância no fortalecimento da agricultura familiar, na economia solidária e nos processos de empoderamento das famílias, o que vem a contribuir com a geração de oportunidades de trabalho e renda no campo e conseqüentemente a redução do êxodo rural. A dinâmica da autogestão praticada pelos agricultores familiares sócios da COOPAPI tem construído processos internos de gestão social com agricultura sustentável se apropriando dos princípios de economia solidária em que considera o homem como parte do meio que necessita cuidar do mesmo para ser cuidado.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.33237/geotemas.v3i1.521

Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial 4.0 Internacional.


Indexadores e Bases Bibliográficas




https://dbh.nsd.uib.no/publiseringskanaler/erihplus/periodical/info.action?id=494578



Redes Sociais
 Academia.edu Facebook Instagram

Conteúdo Registrado (DOI)


Revista Associada


Apoio