Revista Química: ciência, tecnologia e sociedade, Vol. 5, No 1 (2016)

Tamanho da fonte:  Menor  Médio  Maior

CONSTRUÇÃO DE OBJETOS DE APRENDIZAGEM EXPLORANDO A FRONTEIRA ENTRE OS ASPECTOS MICRO, MACROSCÓPICO E REPRESENTACIONAL DE FENÔMENOS FÍSICOS E QUÍMICOS

Adenilza Silva Sousa

Resumo


Compreender a ocorrência e os mecanismos das transformações químicas permite o entendimento de muitos processos que ocorrem diariamente em nossas vidas, como o enferrujamento de uma peça de ferro como um prego, a sublimação de uma bolinha de naftalina ou de uma amostra de ido sólido, entre tantos outros exemplos. Aliado ao ponto de vista da formação do cidadão, podemos ainda apontar que, epistemologicamente, para que o sujeito conheça a química, entender esse conceito se torna uma necessidade central, pois o cerne da atividade química é compreender as transformações químicas e delas tirar proveito.Alunos do ensino médio apresentam concepções alternativas com relação aos conceitos relacionados ao tema “Transformações Químicas e Físicas”. Com o objetivo de contribuir para a superação dessas dificuldades construímos em parceria com o Instituto Pernambucano de Apoio ao Desenvolvimento, três Objetos de Aprendizagem. Inicialmente o professor de química montou uma série de quadrinhos e em seguida apresentou à equipe da computação. Fizemos algumas entrevistas com um pequeno grupo de 10 alunos da 1ª série do ensino médio de uma escola pública do Curimataú paraibano a título de verificação da metodologia, aplicaremos a ferramenta fora de um contexto de discussões sobre os conteúdos. Questionamos esses alunos sobre a explicação para o enferrujamento de um prego de ferro e asublimação da naftalina por serem materiais mais comuns. Como o iodo é encontrado em solução alcóolica e dessa maneira torna-se difícil a observação da sublimação, resolvemos não questionar a mudança de estado físico deste material. A partir desses resultados ampliaremos a pesquisa para outras turmas  e séries.  Estamos coletando dados sobre perfil conceitual dos alunos do ensino médio de uma escola pública do estado da Paraíba para decidirmos como serão feitas as intervenções didáticas com o uso desses objetos. O formato final indicam que a simulação é  viável para aplicação nas salas de com uso de computadores, notebooks ou smartphones.  Concluímos que os objetos de aprendizagem mostram potencial para colaborar com a superação de obstáculos epistemológicos no estudo de reações químicas e mudança de estado físico por apresentarem características como: utilizam-se de situações cotidianas; evidenciam os constituintes da matéria; simulam a dinâmica de transferência de elétrons; evidenciam a quebra e formação de ligações químicas; com o recurso do zoom estabelece uma conexão mais clara entre os aspectos macro e microscópico; apresentam símbolos, equações, e outro elementos da linguagem química.

Texto Completo: PDF

Licença Creative Commons
Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons Attribution 3.0.