A CONTRIBUIÇÃO DOS JORNAIS DE PESQUISA DURANTE AS VIVÊNCIAS DO PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID): UM RELATO DE EXPERIÊNCIA

Elisângela Monteiro Queiroz, Helder Cavalcante Câmara, Suênia de Lima Duarte

Resumo


Registrar nossas ideias, pensamentos e ações são de grande auxílio para futuros estudos, até mesmo porque sabemos que a memória é falha, e nela as informações corriqueiramente se perdem a curto prazo. Assim o registro de ideias, independente de qual seja ele, se faz essencial para que futuramente se possa ter acesso a essas informações. O presente artigo discorre sobre os jornais de pesquisa: instrumento de registro de forma escrita, onde o escritor anota de forma livre todos os seus pensamentos, inquietações e ideias a partir de suas ações. Embora seja livre, a escrita evolui e pode ser reformulada para posterior publicação. Tal instrumento foi utilizado no Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência (PIBID), subprojeto de Educação Física (CAMEAM-UERN) como forma de refletirmos sobre nossas práticas profissionais e pessoais. Este trabalho constitui um relato de experiência com o jornal de pesquisa, e teve como objetivo mostrar as contribuições deste, através de experiências vividas. É possível notar um crescimento contínuo a partir da reflexão dos jornais, e do (re)agir posterior a esta reflexão. Concluímos que os jornais estão além do simples fazer, pois possibilitam um olhar ampliado daquele que o faz, que em sua prática não se acomoda, nem se deixa abater, mas busca constante evolução para melhorar sua prática e suas formas de ensino em sala de aula.
Palavras-chave: Jornal de pesquisa. Formação. Auto-formação.

Texto completo:

PDF