O ENTRELAÇAR DOS FIOS NA FORMAÇÃO DE JOÃO JÚNIOR: A CONTRIBUIÇÃO DA FAMÍLIA NA FORMAÇÃO DE UM ATLETA

Luis Lucas Oliveira Santos, Suênia de Lima Duarte

Resumo


Considera-se que as escolhas na vida de um indivíduo não são uma determinação. É preciso enxergar além, entender como as estruturas sociais como a família a escola e a sociedade interferem nas nossas escolhas, nos nossos gostos, e isso não é dado pela natureza do indivíduo. Neste artigo focaremos na influência da estrutura familiar na formação de um atleta. O objetivo deste trabalho é analisar a contribuição da estrutura familiar na formação de um indivíduo para se tornar um atleta. Destarte, esta pesquisa se caracteriza como um estudo de caso. Como técnica de coleta de dados da pesquisa, foi utilizada a observação e a entrevista. Com relação à escolha do referencial teórico-metodológico, foi definida pela seleção de autores que auxiliassem no entendimento da trajetória social, como Pierre Bourdieu (1992; 1998; 2003; 2004; 2011), Katia Bueno (2007), Patrice Bonnewitz (2003). O espaço familiar construiu João Júnior para ser um lutador, a figura do seu pai foi e é o principal elo entre o atleta e as artes marciais, é também grande incentivador. Assim posto, tem-se aqui uma relação de pai e filho, lutador e treinador, que, feito mágica, foi contada durante este trabalho e que, de uma forma eufemizada, está formando João Júnior para o universo das lutas. Assim, chegamos à conclusão de que as estrutura familiar têm um papel fundamental na vida de qualquer pessoa, e na vida de João Júnior não foi diferente, ele teve estímulos, influências familiares e incorporou as disposições culturais necessárias para tornar-se, hoje, esse jovem promissor nas lutas.
Palavras-chave: Formação. Família. Atleta.


Texto completo:

PDF