A INCLUSÃO DE PORTADORES DE NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS NA EDUCAÇÃO FÍSICA INFANTIL: UMA EXPERIÊNCIA DE ESTÁGIO

Manoel Leonilson Ferreira Costa

Resumo


Diante da demasiada demanda de alunos com deficiência nas escolas é necessário que o professor seja o máximo possível qualificado para atender a essas inúmeras especificidades e consiga incluir esses alunos na sua proposta pedagógica. Sendo assim, torna-se necessário refletirmos a sua prática docente para melhor entendermos essa situação em seu contexto e tentarmos aprender o máximo possível a como lidar com essas dificuldades. Pensando nisso, o presente trabalho trata-se de um estudo a partir de um relato de experiência da disciplina de estágio II, do curso de licenciatura em Educação Física pela UERN/CAMEAM, no qual, fazia-se presente um aluno portador de necessidades especiais. Visa, portanto, analisar essa prática realizada no estágio, tendo como foco discussões dos aspectos de inclusão do aluno com deficiência. É importante destacarmos que o estágio foi realizado na Escola Municipal Professora Nila Rego, situada na rua Raimundo Severiano do Rêgo, S/N – Princesinha do Oeste, Pau dos Ferros – Estado do Rio Grande do Norte. O mesmo foi implementado entre os dias 07/08/2017 a 09/10/17, com o total de 30 horas/aulas de intervenção. No decorrer do desenvolvimento são apresentados relatos das experiências propiciadas por esse estágio, discutindo situações e fatores relativos a inclusão, especialmente de uma aluna portadora de necessidades educativas especiais, com base no referencial levantado. Podemos dizer que a prática apresentada no decorrer desse processo de estágio apresentou coerência em sua realização, ao considerarmos os critérios que os referencias nos apontam e que devem ser seguidos para que haja maiores possibilidades da realização de uma pratica pedagógica coerente, especialmente quando nos balizamos nos princípios de inclusão para portadores de necessidades educacionais especiais. Ao levar em conta esses princípios, acreditamos ter sido possível atender as dificuldades do aluno deficiente de forma satisfatória, sem deixar de lado as necessidades educacionais dos outros alunos.
Palavras chaves: Inclusão. Educação Física. Portadores de necessidades educativas especiais.


Texto completo:

PDF