PERCEPÇÃO DOS ALUNOS DE UMA ESCOLA PÚBLICA EM RELAÇÃO À ATIVIDADE FÍSICA E HÁBITOS ALIMENTARES SAUDÁVEIS

Daysa de Freitas Feitoza, Alexia Carolinne Aquino Silva

Resumo


Introdução: A vida cotidiana tem se tornado cada vez mais corrida visto que o tempo dedicado aos estudos, empregos e afazeres do dia a dia tem tomado praticamente todo o tempo de sua vida, sobrecarregando as pessoas a tal ponto que deixam de lado necessidades primordiais para o ser humano, como a prática regular da atividade física. As crianças e jovens acabam seguindo o mesmo ritmo dos adultos e praticando pouca ou nenhuma atividade física regularmente. Dessa forma, o ambiente escolar, através da transmissão dos conteúdos da Educação Física e de uma prática pedagógica voltada à conscientização dos escolares a cerca de questões relativas a atividade física e a saúde, passa a ser um aliado para mudança dos hábitos sedentários e alimentares, pois permite o incentivo a promoção de saúde, a criação e fortalecimento de hábitos de vida saudáveis, o que propicia a condução a um estilo de vida ativo. Objetivos: Analisar a atuação da escola na formação dos gostos pela prática da atividade física e identificar a percepção dos alunos de uma escola pública em relação à atividade física e hábitos alimentares saudáveis. Metodologia: O presente estudo trata-se de uma pesquisa de caráter descritivo com abordagem quanti-qualitativa. Teve como lócus a Escola Estadual Profª Maria Edilma de Freitas, localizada no município de Pau dos Ferros–RN. O corpus de investigação foi composto por vinte três escolares de uma turma de 2º ano do ensino médio da referida escola. Como instrumento de coleta de dados foi utilizado um questionário com questões abertas e fechadas. Resultados e discussões: Ao serem questionados sobre a prática de atividade física/esportiva na escola, os escolares relataram que não havia uma prática regular no espaço investigado. A educação física escolar nos remete a promoção do desenvolvimento integral dos alunos durante as aulas, trabalhando aspectos motores, cognitivos, sociais e afetivos, de modo a incentivar a possiblidade de uma melhoria na qualidade de vida, de cuidados com o corpo e com a saúde, por meio da prática esportiva e de diversas experiências corporais abordadas a partir dos seus conteúdos. Ao serem investigados a cerca da realização de atividade física ou esportiva fora do ambiente escolar, constatou-se que estas eram realizadas, tanto modalidades esportivas, como praticas corporais como futsal, vôlei, muay thai, entre outras. De fato, a ausência dessas experiências reflexivas não possibilita a reconfiguração de um olhar perante as atividades físicas como promotora da saúde. Por fim, os alunos foram questionados se uma adequada alimentação tinha influência na prática de exercícios físicos. Cerca de 73,9% dos estudantes acreditam ter influência, enquanto 26,08% não. Compreendermos que a alimentação é fundamental para o satisfatório desempenho de qualquer atividade, principalmente na escola, pois ela desempenha a construção de hábitos saudáveis. Portanto a escola possui um papel fundamental na possiblidade de construção e contribuição para novos hábitos de uma vida saudável, estimulando e informando os benefícios de uma melhoria na qualidade de vida com a influência de prática corporal e manutenção da alimentação saudável. Considerações finais: Diante do que foi apresentado, podemos perceber a influência que o ambiente escolar pode exercer sobre a conscientização e promoção da saúde, por meio de atividades físicas e alimentação saudável. Tendo em vista que, é na escola que as crianças e jovens passam a maior parte do tempo, além de ser durante a fase escolar que os indivíduos adquirem grande parte dos hábitos que seguirão na vida adulta. Todavia, nem todas as escolas conseguem desenvolver de forma plena, ações de conscientização nesses aspectos, de forma que dentro do contexto escolar o aluno possa ter acesso a prática de atividade física ou esportiva e saberes relativos alimentação saudável.
Palavras-chave: Escola. Atividade física. Hábitos alimentares saudáveis.


Texto completo:

PDF