POLÍTICAS PÚBLICAS DE PROMOÇÃO À SAÚDE: UMA ANÁLISE DA QUALIDADE DE VIDA E SAÚDE DE PESSOAS ENVOLVIDAS EM PRÁTICAS CORPORAIS

Antonia Luzeângela Oliveira Fernandes, Ubilina Maria da Conceição Maia, Maria Irany Knackfuss

Resumo


O presente estudo procura mostrar as discussões em torno das políticas públicas de promoção tomando como parâmetro o “Projeto Viver com Saúde: Luta de Todos, Ampliando Espaços, Construindo Conhecimento, Promovendo Saúde” do município de José da Penha/RN que apresenta uma ação direcionada para o incentivo as práticas corporais. Nesse sentido, o trabalho apresenta como objetivo geral investigar a melhoria da saúde e qualidade de vida das pessoas assistidas pelas práticas corporais oferecidas no projeto. A pesquisa é do tipo descritiva quantitativa e qualitativa. Fizeram parte da pesquisa 30 sujeitos de faixa etária entre 25 e 70 anos que freqüentam o projeto desde o início. A amostra foi dividida em dois grupos: Grupo A (Pessoas idosas acima de 60 anos) e Grupo B (pessoas funcionárias da saúde do município). O instrumento utilizado foi um questionário validado para os objetivos da pesquisa baseado no WHOQOL BREF, que no Brasil foi desenvolvido no Centro WHOQOL. As especificações dos dados sobre a percepção de saúde revelaram que os sujeitos estão satisfeitos com sua saúde uma vez que a maioria do grupo A 66,7% observaram seu estado de saúde nos últimos três meses de forma positiva considerando-a de boa a excelente. O grupo B também apresentou uma percepção de saúde mais aproximada ainda de uma compreensão positiva de saúde com um percentual significativo de 93,13% de boa a excelente. Sobre as mudanças de atitudes e comportamento no trabalho e na família e nas relações pessoais depois da participação nas atividades do projeto os relatos asseguraram certa positividade. No grupo A, 93,33% responderam que sim, pois tem melhorado muito e 6,67% mais ou menos. No grupo B, sim 93,33%, não respondeu 6,67%, nos resultados ambos os grupos apresentam uma boa percepção de sua qualidade de vida. Isso reflete sobre o significado das práticas corporais como estratégia nas propostas de projetos voltados a promoção da saúde da população, Já que as práticas corporais regulares apresentam um papel muito importante na promoção da saúde dos sujeitos e na percepção de variáveis ligadas a qualidade de vida.

Palavras-Chave: Políticas Públicas de Promoção de Saúde, Práticas Corporais, Qualidade de vida.

Texto completo:

PDF