O intelectual e a coleção: a escrita de si de Jerônimo Vingt-un Rosado Maia por meio da Coleção Mossoroense

Paula Rejane Fernandes

Resumo


Nosso objetivo  é investigar como  Jerônimo  Vingt-un  Rosado Maia fez uso da Coleção Mossoroense como meio para  produziu para si mesmo a imagem de intelectual a serviço de Mossoró. Para respondermos ao nosso objetivo, dialogaremos com Pierre Bourdieu (1996, 2002), Jean-François  Sirinelli (1996), Roger Chartier (1990, 2002) e usaremos como fonte de o livro Vingt-un (1980) publicado pela Coleção Mossoroense.

Texto completo:

PDF