Marx não economicista: pistas contra interpretações reducionistas

Júlia Lemos Vieira

Resumo


Resumo: A história do marxismo e dos movimentos sociais demonstram que as diferentes concepções sobre o que Marx quis dizer com os seus conceitos de base e superestrutura na configuração de uma teoria da história nortearam estratégias de luta diferentes na esquerda política - tendo o marxismo ocidental configuradose como uma reação ao soviético, rejeitando, dentre outros aspectos, a ideia de uma relação mecanicista nos fatores sociais estruturais. O presente artigo sugere pistas para criticar a interpretação de que há um reducionismo econômico na obra de Karl Marx.
 
Palavras-chave: Marx. Infraestrutura. Superesturura. História. Revolução.
 
Abstract: The history of Marxism and social movements demonstrate that the different conceptions of what Marx meant by his concepts of base and superstructure in the configuration of a theory of history guided different strategies of struggle on the political left - with Western Marxism configured as a reaction to the Soviet, rejecting, among other things, the idea of a mechanistic relationship in structural social factors. The present article suggests clues to criticize the interpretation that there is an economic reductionism in the work of Karl Marx.
 
Keywords: Marx. Infrastructure. Supersession. History. Revolution.

 

REFERÊNCIAS
 
BOBBIO, Norberto. Nem com Marx, nem contra Marx. Tradução de Marco Aurélio Nogueira. São Paulo: Editora UNESP, 2006.
 
COHEN. G.A. Karl Marx’s Theory of history: A defense. Expanded Edition. Princeton. Pinceton: University  Press, 2000.
 
KAUTSKY, Karl. The Dictatorship of the Proletariat. 1918. in <http://www.marxists.org/archive/kautsky/index.htm>
 
MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. A Ideologia Alemã. Tradução de Marcelo Backes. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 2007.
 
MARX, Karl; ENGELS, Friedrich. Obras Escolhidas. Vol. 1-3. São Paulo: Editora AlfaÔmega, 1983. 
 
MARX, Karl. A miséria da filosofia. Tradução de José Paulo Netto. São Paulo: Editora Global, 1985.
 
MARX, Karl. Contribuição à Crítica da Economia Política. Tradução de Maria Helena Barreiro Alves. São Paulo. Martins Fontes. 1983.
 
MARX, Karl. Elementos fundamentales para la crítica de la economia política (Grundrisse) 1857 ~1858. Traducción de Pedro Scaron. México. Siglo XXI Editores. 2007. Vol. 1-3.
 
MARX, Karl. Las luchas de clases en Francia. Traducción de Tristán Suárez. Buenos Aires. Editorial Claridad. 1973.  

MARX, Karl. Manuscritos Econômicos-Filosóficos. Texto integral. Tradução de Jesus Ranieri. São Paulo: Boitempo, 2006. MARX, Karl. O Capital: Crítica da Economia Política. Tradução de Reginaldo Sant’anna. Livro Primeiro. Vol. 1-3. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1971.
 
PLEKHÂNOV, G.V. Os Princípios Fundamentais do Marxismo. 1927. Tradução de Sônia Rangel. São Paulo: Editora Hucitec, 1978.
 
SHAW, Willian H. Marx’s Theory of History First Edition. London: Hutchinson, 1978
 
TRÚBNIKOV, Vadim (org.) Marx, Engels, Lénine: sobre as vias de acesso ao socialismo. Moscovo: Edições da Agência de Imprensa Nóvosti, 1980. 
 


Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25244/tf.v11i3.3401



        

     

   

 

 

Todos os trabalhos são publicados gratuitamente e com acesso livre sob a licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional.

TRILHAS FILOSÓFICAS - ISSN 1984-5561 - DOI: 10.25244/TF trilhasfilosoficas@uern.br

UERN - DEPARTAMENTO DE FILOSOFIA - MESTRADO PROFISSIONAL EM FILOSOFIA - CAICÓ - RN - BRASIL