PERCEPÇÕES E PERSPECTIVAS DE DESTINO TURÍSTICO INTELIGENTE: UM ESTUDO DE CASO COM A SECRETARIA MUNICIPAL DE TURISMO EM NATAL/RN

Luiz Mendes Filho, Jôzy Cleide Silva, Danilo Serafim da Silva

Resumo


Os destinos turísticos precisam se adaptar à realidade que demanda o turista conectado. Surge então, o conceito de cidade inteligente, e do ponto de vista da atividade turística, o Destino Turístico Inteligente (DTI). O objetivo desta pesquisa é avaliar as percepções da Secretaria Municipal de Turismo de Natal/RN e perspectivas de DTI no destino estudado. A metodologia é caracterizada como qualitativa e de caráter exploratório-descritiva, fazendo uso da pesquisa bibliográfica e estudo de caso. A coleta de dados foi realizada através de uma entrevista com o Chefe da Assessoria de Fomento ao Turismo ligado ao órgão executivo municipal do turismo da cidade. Os resultados mostram que são diversas as possibilidades tecnológicas que podem ser inseridas nos destinos turísticos. Natal ainda está dando os primeiros passos rumo à se tornar um destino inteligente. É necessário ainda despender muitos esforços, buscar a comunidade, os centros de formação, a integração entre os setores governamentais para constituir um ambiente colaborativo, com auxílio das tecnologias da informação para a gestão, com base na sustentabilidade.

Texto completo:

PDF


Indexada na Plataforma Open Access de Revistas Científicas Electrónicas Españolas y Latinoamericanas e-Revistas. / Indexada em LATINDEX - Sistema regional de información en línea para revistas científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal.